Como a temperatura afeta o humor e a disposição das pessoas?

Se tá frio a gente reclama, mas se tá muito calor a gente reclama mais ainda...Como a temperatura pode afetar o nosso humor e disposição no nosso dia a dia?

3/14/20244 min read

Com a previsão das temperaturas mais altas dos últimos tempos para o próximo final de semana, muitas pessoas reclamam, mas outras comemoram. Como a temperatura pode afetar o nosso humor e disposição, e quais medidas podemos adotar para que a nossa qualidade de vida seja a melhor possível?

Se está muito quente...

O calor excessivo pode ter um impacto significativo no humor e na disposição das pessoas, influenciando de várias maneiras:

  1. Disposição física: Altas temperaturas podem levar à fadiga e ao desconforto físico, diminuindo a energia e a disposição para realizar atividades diárias ou para se exercitar. Isso pode afetar negativamente o humor.

  2. Qualidade do sono: O calor excessivo durante a noite pode perturbar o sono, levando a dificuldades para dormir ou a um sono de baixa qualidade. A falta de um sono reparador pode resultar em irritabilidade e redução da disposição no dia seguinte.

  3. Hidratação: O calor aumenta a necessidade de hidratação. A desidratação pode causar sintomas como dor de cabeça, fadiga e irritabilidade, afetando o bem-estar emocional.

  4. Socialização: O calor pode influenciar as atividades sociais. Por um lado, temperaturas agradáveis e ensolaradas tendem a encorajar as pessoas a passar mais tempo ao ar livre, socializar e participar de atividades recreativas, o que pode melhorar o humor. Por outro lado, calor extremo pode levar ao isolamento, já que as pessoas podem preferir ficar em ambientes climatizados ao invés de se expor ao desconforto do calor externo.

  5. Efeitos psicológicos: Existe uma correlação entre o calor e o aumento de sentimentos de agressividade ou irritabilidade. Altas temperaturas podem elevar os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, contribuindo para esses sentimentos.

  6. Impacto sazonal: O verão e as altas temperaturas estão associados à melhoria do humor para algumas pessoas, especialmente aquelas que sofrem de Transtorno Afetivo Sazonal (TAS) com sintomas mais acentuados durante os meses de inverno. O aumento da luz solar pode melhorar o humor através da produção de vitamina D e da regulação de melatonina e serotonina, neurotransmissores associados ao bem-estar.

Mas quando o frio é que está de matar...

  1. Transtorno Afetivo Sazonal (TAS): O frio, especialmente em regiões onde os dias são muito curtos e há uma grande falta de luz solar durante o inverno, pode levar ao Transtorno Afetivo Sazonal. O TAS pode causar depressão, falta de energia e interesse em atividades diárias, alterações no sono e no apetite.

  2. Menor Exposição à Luz Solar: A menor exposição à luz solar durante os meses frios pode resultar em diminuição da produção de serotonina, um neurotransmissor associado à sensação de bem-estar e felicidade, e pode aumentar a produção de melatonina, que regula o sono, potencialmente levando a desregulação do ciclo sono-vigília e afetando o humor.

  3. Redução da Atividade Física: O frio muitas vezes desencoraja atividades ao ar livre, resultando em menos exercício físico. O exercício é conhecido por liberar endorfinas, substâncias químicas que promovem a sensação de felicidade e podem aliviar sintomas de depressão e ansiedade.

  4. Isolamento Social: O inverno pode levar ao isolamento social, já que as pessoas tendem a sair menos e se reunir menos com amigos e família, o que pode afetar negativamente o humor.

  5. Mudanças no Corpo: O frio pode aumentar a fadiga e a necessidade de energia do corpo, pois trabalha mais para se manter aquecido. Isso pode levar a uma sensação geral de cansaço e falta de energia.

  6. Impacto Positivo para Alguns: Para algumas pessoas, o frio pode ter um efeito positivo no humor, especialmente se gostarem de atividades de inverno como esqui, patinação no gelo ou simplesmente a estética da estação. Além disso, ambientes mais frios podem melhorar a concentração e o desempenho cognitivo para alguns.


Minimizar os impactos do calor ou frio excessivos é crucial para manter a integridade e a qualidade de vida. Aqui estão algumas estratégias eficazes para lidar com temperaturas extremas:

Para Minimizar o Impacto do Calor Excessivo

  • Hidratação: Beba bastante água ao longo do dia para evitar a desidratação. Evite bebidas alcoólicas e cafeinadas, pois podem contribuir para a desidratação.

  • Vestuário Apropriado: Use roupas leves, de tecidos naturais como algodão, que permitem que a pele respire. Prefira cores claras, pois absorvem menos calor.

  • Proteção Solar: Aplique protetor solar de amplo espectro com alto fator de proteção solar (FPS) e use chapéus de aba larga e óculos de sol para se proteger dos raios UV.

  • Evite o Sol do Meio-Dia: Limite a exposição ao sol, especialmente entre as 10h e as 16h, quando os raios UV são mais intensos.

  • Ambientes Climatizados: Fique em ambientes climatizados sempre que possível. Se não tiver ar-condicionado, use ventiladores e considere frequentar locais públicos climatizados.

  • Refeições Leves: Prefira refeições leves e frescas. Alimentos pesados exigem mais energia para digestão, aumentando a temperatura corporal.


Para Minimizar o Impacto do Frio Excessivo

  • Aquecimento Adequado: Mantenha sua casa aquecida de forma segura. Verifique se o sistema de aquecimento está funcionando corretamente e utilize roupas de cama adequadas para manter-se aquecido durante a noite.

  • Vestuário em Camadas: Vista-se em camadas para isolar melhor o calor do corpo. Use tecidos que retenham o calor e bloqueiem o vento.

  • Proteja Extremidades: Mãos, pés, orelhas e a cabeça são as partes do corpo que mais sentem o frio. Use luvas, meias quentes, gorros e cachecóis.

  • Alimentação: Consuma alimentos que ajudem a aumentar a energia e aquecer o corpo, como sopas, chás e refeições ricas em carboidratos complexos e proteínas.

  • Atividade Física: Mantenha-se ativo para estimular a circulação sanguínea e a produção de calor corporal. Exercícios em ambientes internos podem ser uma boa opção.

  • Isolamento Térmico da Casa: Verifique o isolamento de sua casa para evitar a perda de calor. Cortinas grossas, vedações em portas e janelas podem ajudar a manter o ambiente aquecido.


Estratégias Gerais

  • Planejamento: Acompanhe a previsão do tempo para se preparar adequadamente para as condições climáticas esperadas.

  • Consciência Corporal: Esteja atento aos sinais do seu corpo. Problemas como hipertermia (super-aquecimento) e hipotermia (super-resfriamento) são sérios e requerem atenção imediata.

  • Comunidade e Suporte: Em condições extremas, verifique como estão os vizinhos, amigos e familiares, especialmente aqueles que podem ser mais vulneráveis, como idosos e crianças.


Adotar essas estratégias pode ajudar a proteger contra os efeitos adversos das temperaturas extremas, promovendo bem-estar e saúde durante todo o ano.